Cama montessoriana: o que é e como incluí-la na decoração do quarto

Você já ouvir falar na cama montessoriana? Bom, ela na verdade é mais que um modelo de cama: é um conceito, baseado no método criado pela educadora Maria Montessori. O objetivo principal é incentivar a autonomia dos pequenos. Por isso, a cama montessoriana é bem rente ao chão.

Com ela, a criança pode ser mais autônoma ao se levantar, deitar e locomover, contando ainda com segurança. A funcionalidade simples do conceito favorece o desenvolvimento da criança, especialmente porque a cama montessoriana também vem acompanhada de elementos lúdicos. O indicado é seu uso a partir dos dois anos.

Mas, como incluir a cama montessoriana na decoração do quarto? É só continuar lendo que vamos ajudar!

Cama montessoriana: por que aderir?

A cama montessoriana, como dissemos, faz parte do Método Montessori, que é um conjunto de práticas de incentivo à autonomia da criança, respeito à sua liberdade (de maneira vigiada) e também ao processo individual de desenvolvimento.

Essa cama não tem nada de complicada: ao contrário, sua simplicidade é que a torna tão benéfica. Com ela, os pais podem incentivar que os filhos sejam responsáveis por uma rotina sem comprometer a segurança deles.

Ao longo do tempo, isso ajuda a criar crianças mais confiantes, já que a autodisciplina é encorajada. Permitir que objetos do universo da criança estejam ao seu alcance é tornar possível que ela explore, de maneira peculiar e criativa, o que lhe interessa.

A cama montessoriana também contribui para o bem-estar dos pequenos, que se sentem mais calmos em ambientes com estímulos na medida certa e com regras que não os sufoquem, mas que antes os auxiliem no contato com o mundo.

Como colocá-la no quarto da criança?

Agora, vamos às dicas práticas sobre como inserir a cama montessoriana no quarto da criança.

Cama montessoriana na decoracao do quarto

Cama montessoriana na decoração do quarto

Siga o estilo de decoração do quarto

A cama montessoriana é parte do quarto e, logo, deve seguir o estilo de decoração já existente. Isso quer dizer que cores, material, formas, estampas: tudo deve estar em harmonia com o restante do cômodo. Harmonia não quer dizer “igual”, hein? Basta que os elementos “conversem” de forma agradável.

Leve em conta o espaço e a proporção de altura

A regra da cama montessoriana é: quanto mais baixinha, melhor. Assim, convém que o restante da decoração (mesinhas, cômodas) siga essa mesma faixa de altura, já que o interessante é que a criança possa tocar objetos e explorar o universo do seu quarto. Lembre-se de que espaço livre é importante para a criatividade fluir e para não limitar os movimentos.

Priorize sempre a segurança

É preciso prestar muita atenção aos materiais escolhidos para a cama montessoriana e, também, revisar qualquer item que possa resultar em corte, esmagamento de alguma parte do corpo e por aí vai. Por exemplo: se você optar por montar artesanalmente uma cama, certifique-se de que a madeira está bem lisa e não oferece farpas. Cuidado com vãos em que os pés dos pequenos possam ficar presos.

Cama montessoriana na decoracao do quarto

Cama montessoriana na decoracao do quarto

Trabalhe elementos lúdicos

É possível incluir elementos para deixar o quarto mais convidativo à imaginação. Iluminação especial (observada a questão da segurança) é uma dessas formas, mas também há estruturas de cama que lembram casinhas ou cabanas e cortinas. Brincar com estampas e texturas também deixa o ambiente mais atraente.

Escolha as cores com carinho

As cores são poderosas na criação de ambientes, podendo resultar em um cantinho cheio de energia ou de serenidade. Como trata-se de um quarto, é bom não usar cores que agitam em grandes proporções (como vermelho e laranja). O colorido é bem-vindo, mas não de uma forma que estresse visualmente.

E então, gostou das nossas dicas sobre a cama montessoriana?  Tá na dúvida se prefere berço ou cama montessori?

Se inscreve aqui em baixo e receba todas as nossas dicas e promoções em primeira mão!


Por | 2019-05-15T18:18:54+00:00 26 de Fevereiro de 2019|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário